Romildo Bolzan Jr.

O ex-prefeito de Osório, Romildo Bolzan Júnior, recorreu ao Tribunal de Justiça em razão de sentença condenatória do juiz Juliano Breda, do Fórum de Osório. O processo envolve falta de cobrança de dívidas do IPTU, o que na visão do magistrado local teria ocorrido por omissão do gestor, visando aumentar sua simpatia junto ao eleitorado.
O recurso por parte de Romildo, hoje presidente do Grêmio, já era esperado, uma vez que demonstrou inconformidade com a decisão de Breda de condená-lo por improbidade administrativa.
O fato repercutiu em Osório e região, pois o processo se desenvolvia desde 2001, quando da proposição de ação do Ministério Público. Também foi condenado o então secretário da Fazenda, Pedro Francisco Schoffen. Outros secretários e um advogado foram citados na sentença, mas não chegaram a ser condenados.
O juiz considerou que de 1993 a 1996 deixaram de ser cobrados de tributos municipais R$ 661.353,33, valores referentes à data de 31 de dezembro de 1996. A expectativa é que o acordão do TJ seja publicado ainda no primeiro semestre de 2019.